domingo, 24 de outubro de 2021

Affonso Celso Pastore: Só restou o Banco Central.

https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,so-restou-o-banco-central,70003878060


Quando um governo irresponsável eleva os gastos sem ter os recursos, impõe ao Banco Central uma dura escolha. Ou este exerce sua independência, elevando a taxa de juros o que for necessário para cumprir seu mandato, ou se submete aos objetivos políticos do governo, tornando-se prisioneiro da dominância fiscal.

Dica de hoje do Elio Gaspari: livro sobre o final da WWII.

 

"Eight Days in May: The Final Collapse of the Third Reich", foi escrito por pelo historiador alemão Volker Ullrich, conhecido pela sua biografia de Adolf Hitler


Edmar Bacha diz que drible ao teto de gastos é ‘pedalada’ e prevê ‘inflação direto e na veia’.

 https://oglobo.globo.com/economia/macroeconomia/edmar-bacha-diz-que-drible-ao-teto-de-gastos-pedalada-preve-inflacao-direto-na-veia-1-25249369

sábado, 16 de outubro de 2021

James A. Robinson: “Os protestos são cruciais para impulsionar a América Latina”.

https://brasil.elpais.com/economia/2021-10-16/james-a-robinson-os-protestos-sao-cruciais-para-impulsionar-a-america-latina.html


Os maus presságios econômicos para a América Latina, uma das regiões mais desiguais do mundo, se intensificaram após a pandemia de covid-19. Os sistemas de saúde foram expostos como deficientes e os confinamentos empurraram os que trabalham no setor informal para a precariedade. Mas, em meio às vozes pessimistas, o premiado economista e cientista político britânico James A. Robinson (61 anos) rema contra a maré com segurança.


Com particular interesse na região, o professor de Ciência Política da Universidade de Chicago é coautor de Por que as nações fracassam?: As origens do poder, da prosperidade e da pobreza (Elsevier) junto com Daron Acemoglu, professor de Economia do Massachusetts Institute of Technology (MIT) em 2012. A obra é hoje considerada uma das mais importantes no pensamento econômico.


Graduado em Economia e Ciências Políticas pela London School of Economics e doutorado pela Yale University, Robinson fala nesta entrevista ao EL PAÍS com entusiasmo e intensidade. Dá a impressão de que está ansioso para apresentar o argumento que virará qualquer suposição de cabeça para baixo.

Títulos do Tesouro americano: o que você precisa saber!

 


https://br.investing.com/analysis/voce-sabe-como-funcionam-os-titulos-do-tesouro-americano-200445341

Reserve o iPhone 13 Pro - lançamento 22/10/2021.


 https://www.apple.com/br/shop/buy-iphone/iphone-13-pro/tela-de-6,7-polegadas-1tb-grafite



Vale a pena comprar no Brasil?


https://www.istoedinheiro.com.br/brasil-tem-o-iphone-mais-caro-do-mundo-compare-com-outros-paises/

COP 26: Coalizão Brasil defende aumento da meta climática brasileira.

http://www.coalizaobr.com.br/home/index.php/notas-extras/917-coalizao-brasil-defende-aumento-da-meta-climatica-brasileira

A Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura divulgou documento com uma série de recomendações para apoiar a delegação brasileira que irá à COP 26, que começa em 31 de outubro, na defesa de propostas alinhadas ao Acordo de Paris, à economia de baixo carbono e à justiça climática global. Uma das primeiras recomendações é que o governo brasileiro eleve o compromisso de corte nas emissões dos gases de efeito estufa, que causam o aquecimento global.

O documento também traz sugestões de soluções para que o Brasil dê contribuições concretas para alcançar as metas propostas. Essas recomendações e soluções foram reunidas em torno de cinco tópicos principais:

1. Ambição climática

2. Regulação dos mercados de carbono

3. Valorização dos ecossistemas

4. Financiamento climático

5. Justiça climática

O documento é o resultado de meses de diálogo, webinares e escuta que a Coalizão promoveu entre seus membros e especialistas convidados.  

Confira aqui: https://bit.ly/2YM62wo

Affonso Celso Pastore: Só restou o Banco Central.

https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,so-restou-o-banco-central,70003878060 Quando um governo irresponsável eleva os gastos sem ter...