terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

O aprendizado capitalista em 2013.


Para quem ainda tem dúvidas e críticas, Joseph Alois Schumpeter escreveu que “o processo capitalista, não por coincidência, mas em virtude de seu mecanismo, eleva progressivamente o padrão de vida das massas”. Segundo Sylvia Nasar no seu detalhado livro “A imaginação econômica”, Schumpeter é aquele intelectual que, em meados de 1907, passava parte da manhã na Escola de Economia de Londres e parte no Museu Britânico, “onde fazia questão de trabalhar sentado à mesma mesa em que o gordo e malvestido Marx escrevera O Capital”.  

Quanta lucidez tinha Schumpeter. Para ele, “os governos que quisessem ver seus cidadãos prosperarem deveriam desistir de ambições territoriais e se concentrar em promover um clima favorável aos negócios – sólidos direitos de propriedade, preços estáveis, livre-comércio, impostos moderados e regulação consistente, em benefício dos empreendedores locais”.

Afinal, não é exatamente por isso que ainda estamos discutindo neste 2013?

Nenhum comentário: