Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2008

EM 2008 REFLEXÕES PARA 2009

"A vida é o que é... A gente é que pode ser mais.""Não importa o que fizeram de você, mas o que você faz com o que fizeram de você.""Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos."

ENTENDENDO O CAPITALISMO

Diogo Costa no http://www.ordemlivre.org/node/447 fecha de maneira espetacular este ano de 2008. E que venha 2009, pois com, ou, preferencialmente, SEM CRISE, o livre mercado continua livre e democrático. A aula abaixo merece a nossa leitura e o agradecimento ao seu autor. Este blog, cujo próprio título já vem com o CAPITALISMO em seu cerne, não poderia deixar de divulgar O QUE O CAPITALISMO NÃO É. Foi Karl Marx quem cunhou o depreciativo termo "capitalista" para identificar um sistema econômico que havia recebido de Adam Smith uma expressão mais descritiva e bonita: "sistema de liberdade natural". A origem negativa do termo é um dos motivos pelos quais a discussão sobre o capitalismo necessita de um esclarecimento. Seja para atacá-lo ou defendê-lo, é importante entendermos primeiro o que o capitalismo não significa. O capitalismo não é exclusivamente "capitalista". A acumulação de capital é um fato existente em qualquer sociedade, independentemente de su…

CRISE ECONÔMICA 2008 - QUEM NÃO VIU EM 2007?

Lendo hoje na Folha o Elio Gaspari comentar que esta crise econômica estava aí já em janeiro/2008, fui buscar a EXAME de 31/12/2007 e na página 27 leio novamente que: "Ao final do governo Clinton, em 2000, o superávit nas contas públicas americanas beirava os 2% do PIB. Bush cortou impostos, aumentou gastos e gerou um déficit estimado em quase 200 bilhões de dólares em 2007. O buraco nas contas, aliado ao desequilíbrio no balanço de pagamentos, enfraqueceu o dólar - que se desvalorizou quase 50% em relação ao euro nos últimos oito anos. Para piorar, a economia americana passa pela crise imobiliária, que pode jogar o país numa recessão nos próximos trimestres." Na página 29 leio que "o mais recente relatório do banco do investimento Merril Lynch avalia que a chance de recessão em 2008 é de 100%".Diante disso, que lemos em 31/12/2007, alguma surpresa com o que está acontecendo hoje?

HUNTINGTON 1927-2008 + GUERRA SANTA SEM FIM

Mesmo vendo ECONOMIA em tudo na vida, este blog também tem seus momentos de outros fatos. Desde que começei a ler que sou conhecedor de um eterno conflito lá no distante Oriente Médio entre Israel e palestinos. Fato é que nem nesta época de final de ano eles conseguem viver um segundo sequer em PAZ. Hoje, no mais violento ataque de Israel contra grupos radicais palestinos ocorrido nos últimos anos, cem bombas, lançadas de 60 aviões de guerra contra 50 alvos, deixaram um saldo de mais de 200 mortos, segundo fontes médicas palestinas, e mais de 200 feridos. Triste notícia para um final de ano que já vai indo triste. Continuando a ler as notícias de hoje, quase não acreditei quando li na Folha online que o cientista político Samuel Huntington, autor do famoso ensaio "O Choque de Civilizações", morreu aos 81 anos em Martha's Vineyard, no Estado americano de Massachusetts, conforme informou neste sábado a Universidade Harvard. Huntington morreu na última quarta-feira (24/12).…

REVISTA EXAME - 2009

Acabo de receber a EXAME com a feliz data de 31/12/2008, UM ANO PARA FICAR NA HISTÓRIA. Cláudia Vassallo, na sua Carta ao Leitor, consegue ser realista e otimista. Para ela (e eu concordo integralmente), "este ano mudou o mundo e nos deu uma lição de humildade. Cisnes Negros (de novo o livro que estou lendo) continuarão a surgir na economia sem que tenhamos capacidade de antever sua aparição. Continuaremos a ser surpreendidos por eles, sem que isso seja necessariamente ruim. ECONOMISTAS, analistas financeiros, gurus, acadêmicos, NINGUÉM conseguiu desenhar os contornos que o mundo tomaria após o anúncio da quebra do LEHMAN BROTHERS."Humildade é a própria EXAME reconhecer através de sua Diretora de Redação que também "nós, jornalistas de EXAME cometemos erros". E encerra sua carta com o otimismo de que "não é preciso ser sábio ou profeta para dizer, hoje, que 2009 será tão ou mais emocionante que 2008." E que muitas profecias ruins não se cumpram...

DA SÉRIE "TEXTO DE QUEM ESCREVE BEM"

Não posso deixar de divulgar recente artigo com o sugestivo título "Somos todos keynesianos", de MARTIN WOLF no "FINANCIAL TIMES". Uma excelente leitura para este feriadão de final de ano. E que venha 2009. Somos todos keynesianos, agora. Quando Barack Obama assumir a Presidência, proporá um gigantesco pacote de estímulo fiscal. Pacotes semelhantes estão sendo propostos por diversos governos.O fantasma de John Maynard Keynes (1883-1946), pai da macroeconomia, voltou para nos assombrar. Com ele retornou o de seu mais interessante discípulo, Hyman Minsky. Todos sabemos agora o que quer dizer o "Momento Minsky" - o ponto no qual um período de mania financeira se transforma em pânico.Como todos os profetas, Keynes ofereceu lições ambíguas aos seus seguidores. Poucos ainda crêem na sintonia fina fiscal que seus discípulos propunham nas décadas após a 2ª Guerra. Mas ninguém mais acredita, tampouco, nas metas monetárias propostas pelo celebrado adversário intel…

PÂNICOS INFUNDADOS E DESASTRES INESPERADOS

Nesta época de final de ano e com o pessimismo geral sobre 2009 abatendo muita gente boa, vale a pena ler o artigo abaixo, escrito por MICHAEL SKAPINKER, colunista do "Financial Times". É por ler artigos com a mensagem abaixo que continuo otimista com relação a 2009. Eu, Nosso Guia e mais alguns poucos colegas. Meus caros quase dois leitores: reflitam e leiam nas entrelinhas que podemos ter um 2009 diferente do que estão falando. Estou lendo "A lógica do Cisne Negro" de Nassim Nicholas Taleb, decano de Ciências da Incerteza na Universidade de Massachusetts. O artigo do Skapinker é o meu Cisne Negro. Em abril de 1961 o filósofo Bertrand Russell declarou, em uma reunião da Campanha pelo Desarmamento Nuclear, que, se as grandes potências não alterassem suas políticas, seria "improvável ao mais alto grau que qualquer de nós aqui presentes continue vivo dentro de 10 anos".As bombas nucleares ainda podem ser detonadas ao longo dos próximos 10 anos, ou talv…

O "NEW DEAL" DE BARACK OBAMA

Recente reportagem do The Wall Street Journal citou os cinco setores nos quais o presidente eleito Barack Obama estará estimulando economicamente. São eles: a infra-estrutura de transporte; a eficiência energética; a reforma dos prédios escolares; a expansão da banda larga e os registros de saúde digitais. Sem querer ser pessimista, muito pelo contrário, minha avaliação inicial é que esse New Deal nos moldes do que o presidente Roosevelt fez na Grande Depressão dos anos 30 não será suficiente para reverter os atuais péssimos números da economia americana. Penso que ele deveria reunir-se rapidamente com o Nosso Guia, em conjunto com a Mãe do PAC e aprender como se coloca em funcionamento um Plano de Aceleração do Crescimento e não se tem, ainda, o resultado desejado. Afinal, aqui a crise não entra.

AINDA É NATAL 2008

Ontem foi Natal, mas como seria melhor se fosse todo dia. Diante disso, vale à pena ler de novo o artigo “NATAL SECRETO” da Míriam Leitão. Ela inicia seu texto comentando que os americanos não desejam mais Feliz Natal e isso não é devido à crise nem pelas profecias terminais dos nossos colegas economistas. O politicamente correto lá é trocar o específico MERRY CHRISTMAS pelo genérico HAPPY HOLIDAYS. O final do seu artigo é perfeito. Lá vai a Míriam dizendo que “A diversidade é ninguém abrir mão da própria identidade. Refletir antes de falar para não ofender o outro. Não impor o pensamento dominante como único padrão possível, incentivar os valores da convivência entre desiguais, tudo isso é bom, universalmente bom. E é dessa aceitação do outro, da união de todos, que se faz o verdadeiro espírito de NATAL”. Para quem desejar ler na íntegra seu post, basta acessar http://oglobo.globo.com/economia/miriam/#149608

NOITE ESPECIAL - NATAL 2008

Rafael ou Raffaello Sanzio é um dos maiores mestres do Renascimento italiano. Para fazer justiça a esta noite, uma belíssima imagem da Sagrada Família. Essa pintura é de 1518 e Rafael pintou nesta obra Isabel, mãe de São João Batista, Maria, mãe de Jesus, as duas crianças e São José. Em São Paulo tive o prazer, por diversas vezes, de ver um dos mais belos quadros de Rafael, a "Ressurreição de Cristo", que está lá no Museu de Arte de São Paulo - MASP.Hoje, realmente a noite não é de ECONOMIA.

MENSAGEM DE NATAL - 2008

Apesar da revista "Dicta & Contradicta" já ter lançado o seu número dois, até o momento ainda não tive o prazer de comprá-la aqui neste interior do Pará. Porém espero que em breve, eu consiga localizar uma banca que tenha a mesma. Já tinha lido algumas ótimas referências com relação a revista e a sua apresentação que está no site http://www.dicta.com.br/a-revista/, já diz para que veio. A Dicta & Contradicta é uma revista semestral lançada em 10 de junho de 2008 em São Paulo pelo Instituto de Formação e Educação.Reúne artigos e resenhas de intelectuais brasileiros e estrangeiros sobre os grandes temas da cultura ocidental: a ética, a filosofia, a literatura e as artes, sob uma perspectiva de longo prazo, desvinculada da política partidária e com uma vocação, na medida do possível, universal. Com isso, a revista – com uma mentalidade acadêmica, mas sem academicismos – procura atender a uma demanda do mercado por textos de maior transcendência e profundidade.Normalment…

VEJA - SOMOS VICIADOS EM PETRÓLEO

Muito interessante a entrevista desta semana na VEJA com o economista americano JEREMY RIFKIN. Ele defende a tese de que a atual crise financeira, a crise energética e o aquecimento global estão interligados e não serão solucionados separadamente. Fico satisfeito com esse entendimento, pois ao prever que o barril de petróleo deve custar US$ 200 em 2030, ainda temos algum tempo para fazer valer a importância da busca de novas fontes de energia, o que deve beneficiar o Brasil. Mesmo que hoje o preço do barril esteja por volta dos US$ 45, ele comenta que por causa do aumento da população mundial e do consumo, o preço do petróleo vai subir em breve, por mais lenta que a economia esteja. Para RIFKIN, "para sair do pântano financeiro e climático, é preciso acelerar a revolução verde."Entendo que o Brasil pode fazer muito e ser destaque no mundo. É só ver a quantidade de alternativas energéticas que temos em nosso país.

TEMPO É TUDO - LUXO É POUCO

Este breve texto abaixo eu li num suplemento da revista TIME edição de inverno, presente de um colega recém-chegado do exterior. Numa matéria de 64 páginas exclusiva sobre o luxo no mundo, é que vemos que uma das melhores coisas da vida é mesmo o TEMPO. Don´t talk to me about luxury. OK, you can.But forget it.You must know that the only real luxury is TIME.TIME and a cup of tea. And a pear. Or an apple. Maybe a little cake.That is enough.

CONTABILIDADE MAIS ECONOMIA

Antoninho Marmo Trevisan é o atual Presidente da Academia Brasileira de Ciências Contábeis. Em recente artigo no VALOR ele cita o Tratactus de Computis et Scripturis (“Contabilidade por Partidas Dobradas”, do padre Luca Paciolo, (reconhecido como o pai da contabilidade), publicado em 1494 e que estabeleceu um conceito inexorável: PARA CADA DÉBITO DEVE EXISTIR UM CRÉDITO EQUIVALENTE. Diante dessa sábia fórmula, Trevisan sintetiza de maneira didática que “o desrespeito ao clássico ensinamento, que os contabilistas aprendem no primeiro ano do seu curso superior, foi a causa da pandêmica crise do sub-prime surgida nos Estados Unidos.” Continua ele que “para um mesmo bem, representado na compra do imóvel, foram criadas inúmeras fontes de recursos, mas sem o necessário lastro físico”. Então vamos concordar numa coisa: o livre mercado é a base do capitalismo e sempre vai em busca do algo mais. SE esse algo mais deu errado, a falha não é exclusiva do livre mercado, MAS da omissão do Estado na…

REVISTA TIME - 2008

Como já era esperado, a revista TIME escolheu BarackObama como a personalidade do ano de 2008. Como primeiro negro eleito presidente dos Estados Unidos ele "destronouséculos de ordem social estabelecida". Sou totalmente favorável à escolha e acredito que a maioria mundial também. Que ele faça a partir de 20/01/2009, o melhor para os Estados Unidos. O resto do mundo, agradece antecipadamente. Vide abaixo, direto da Time, com objetividade: Person of the Year 2008: Barack Obama In one of the craziest elections in American history, he overcame a lack of experience, a funny name, two candidates who are political institutions and the racial divide to become the 44th President of the United States.

DA SÉRIE "TEXTO DE QUEM ESCREVE BEM"

Como já escrevi algumas vezes para os meus quase dois leitores(as), além dos meus parcos e sucintos comentários semanais, entendo que tenho o dever de publicar textos de outros colegas (indiferentes se pensam ou não igual à minha "própria teoria econômica"), porém trazem à pauta, assuntos que precisamos entender melhor e são matérias atuais que sempre nos levam a pensar numa maneira de "solucionar" nossos problemas micro e macroeconômicos. São textos recomendáveis e que, por vezes, por inúmeros outros motivos, muitos leitores não tiveram a oportunidade de conhecer. Neste post, trago a coluna de Delfim Netto, com o título "CUIDADO", publicada em 17/12/2008 na Folha de S. Paulo. Os destaques em negrito são por minha conta e risco. Boa leitura.Não deixa de ser um pouco assustadora a facilidade com que se fala em "refundar" o capitalismo como resposta à crise que o laxismo dos Bancos Centrais e a imoralidade de agentes do sistema financeiro deposi…

ECONOMIA REAL - FINAL DE ANO

Por uma questão de comprar presentes de última hora, tive que retornar ao shopping por volta das 17 horas de hoje. E qual a minha boa surpresa de encontrar muita gente lotando as lojas. Não dá para afirmar SE todos estavam comprando, mas pelo menos desfez minha visão anterior de fim de festa sem animação. Espero também que os meses iniciais de 2009, não tragam além das notícias da crise, uma quantidade elevada de devedores. Boas vendas geram empregos, que resultam em salários, que geram novas compras e a vida continua... No entanto, com juros altos (o brasileiro somente observa o valor da prestação) e os bancos e financeiras restringindo o crédito, este Natal não parece ser o do bom Papai Noel. Vamos também pensar que se as empresas contrariarem o Nosso Guia e apostarem na demissão como única saída para a crise, um retorno da inflação para delírio de alguns que apostam na possibilidade do crescimento econômico com uma inflação crescente, nossas exportações desabando e o dólar subindo,…

ECONOMIA NO FINAL DE 2008 - MUNDO REAL

Li na Folha que o relatório mensal da consultoria britânica Economist Intelligence Unit (EIU) prevê retração de 0,4% na economia mundial em 2009, o pior desempenho desde o final da Segunda Guerra Mundial. Segundo o relatório, o Brasil "não está imune à crise econômica global e os eventos das últimas semanas, incluindo a rápida desvalorização do real, seriam exemplos claros da vulnerabilidade brasileira à crise." Estou hoje em Belém e visitando o Shopping Iguatemi por volta das 13 horas fiquei impressionado com a pouca quantidade de consumidores. Afinal, estamos a poucos dias do Natal e conforme conversei com vendedores que conheço, todos também estavam sem entender o fraco movimento. Até em demissões eles falaram que suas chefias já comentam entre si. Quando vejo o Nosso Guia reclamando contra os empresários que já estão demitindo funcionários, quando leio sobre grandes empresas totalmente engajadas no moderno time de “responsabilidade social para inglês ver” também desli…

TUDO IGUAL NA TERRA - A.C./D.C

"O orçamento deve ser equilibrado, o Tesouro deverá ser recarregado, a dívida pública deve ser reduzido, a arrogância do funcionalismo deve ser temperado e controladas, bem como a assistência às terras estrangeiras a fim de que não deverão ser abreviados Roma tornar-se insolvente. As pessoas devem aprender de novo a trabalhar, em vez de viverem em assistência pública." Quem escreveu esta frase foi Marcus Tullius Cicero ou Marco Túlio Cícero, filósofo, orador, escritor, advogado e políticoromano, lá da nossa distante Roma, em meados de 30 A.C. Um dúvida: Como ele já poderia conhecer o Nosso Guia?

OS ECONOMISTAS DE OBAMA

Recentemente somente se tem falado sobre a crise e como os grandes Economistas não tiveram o dever de solucioná-las antes dela nos atingir em cheio (Lá nos USA, of course). Aqui, somente marolinha... Por enquanto...Em primeiro lugar, existe todo um poder político que não necessariamente pensa exatamente igual a quem tem as "idéias econômicas" corretas para a hora certa. Em segundo lugar, conforme escreveu o Millor Fernandes "A economia compreende todas as atividades do país, mas nenhuma atividade do país compreende a economia." Logo, devem ou não serem ouvidos e respeitados os Economistas? Eu já penso que por trás de um grande político deve ter sempre um respeitado Economista. Por isso, concordo com o Stephen J. Dubner do blog freakonomics.com quando comenta de sua alegria em saber que Obama está com um poderoso time de Economistas para virar o jogo desta crise. Estão lá dentre outros: Lawrence Summers, Peter Orszag, Christina Romer, Austan Goolsbee, Timonthy Geit…

POLÍTICA ECONÔMICA PÓS COPOM DE 10/12/08

É lamentável que a Força Sindical prometa organizar a partir de janeiro de 2009, um movimento para derrubar o Henrique Meirelles da presidência do BACEN, caso ele continue com a política de juros elevados. Por que ao invés dessas manifestações de engarrafar ainda mais o nosso caótico trânsito, esses senhores não discutem o assunto civilizadamente e apresentem propostas ao governo? É necessário que todos entendam que cada caso é um caso. Levantamento recente da LCA Consultores informa que analisando a taxa básica de juros de 52 países desde a quebra do banco Lehman Brothers, 28 reduziram a taxa, 17 a mantiveram (incluindo o Brasil) e 7 países elevaram a taxa no período. Logo, o BACEN/COPOM tem seus motivos para não baixar ainda hoje nossa taxa. Vamos aguardar mais um pouco, pois como li em algum texto, "EM ECONOMIA, É FÁCIL EXPLICAR O PASSADO. MAIS FÁCIL AINDA É PREDIZER O FUTURO. DIFÍCIL É ENTENDER O PRESENTE".

COMO REAGIR À CRISE? LEIA E OPINE

"Como Reagir à Crise? Políticas Econômicas para o Brasil" é um livro virtual que está no sítio http://www.iepecdg.com/ - Instituto de Políticas Econômicas da Casa das Garças, que é um centro de estudos cariocas dirigido pelos economistas Edmar Bacha e Ilan Goldfajn. O bom é que a reação à crise já começa pelo livro, que é FREE. Reúne artigos de pesos pesados como Armínio Fraga, André Lara Resende, Gustavo Franco, Pedro Malan, Alkimar Moura, Armando Castelar Pinheiro, Francisco Lopes entre outros.Entre tantos textos de excelente qualidade acadêmica, fico com um pequeno trecho da parte do Pedro Malan quando escreve que "O Brasil não está em recessão, nem em deflação, mas em processo de desaceleração do crescimento que vai significar sim redução das receitas e portanto vai exigir cortes na expansão de gastos antes contemplados e não o contrário, como vem acontecendo com as contratações e aumentos anticíclicos." Resumindo: o governo deve conter o gasto público como o ú…

FINAL DE ANO 2008 - INDICAÇÃO DE LIVRO

Como acontece todos os anos, além da festa de final de ano com todos os funcionários da empresa, a nossa área tem uma confraternização mais próxima. Ela ocorreu sexta à noite e para minha alegria ganhei do meu "amigo secreto ou oculto" o livro do LARRY ROHTER "DEU NO NEW YORK TIMES". Ler a respeito do Brasil segundo a ótica de um experiente repórter do jornal mais influente do mundo é algo inédito, o que faz do livro um tremendo sucesso. Como IBIAPINENSE, CEARENSE, NORDESTINO, portanto, quase mais um BRASILEIRO, uma das melhores partes do livro que já li, (e olha que já encontrei várias), foi a que cito abaixo:"Se o ideal brasileiro é o da miscigenação, seja ela racial ou cultural, então o NORDESTE é o seu principal candinho. Foi no NORDESTE que as três principais correntes da identidade nacional brasileira - europeus, africanos e ameríndios - se encontraram pela primeira vez e formaram a mistura que faz do BRASIL o que ele é hoje em dia. O NORDESTE é ao mesmo…

BACEN - REUNIÃO COPOM - RESULTADO

Conforme este que vos escreve postou em 08/12/2008 (vide abaixo), mesmo com a pressão do Nosso Guia e com Delfim Netto solicitando via Folha de S. Paulo, "por favor -0,25% de redução da taxa Selic", o COPOM ratificou o que escrevemos antecipadamente: a taxa de juros está mantida nos atuais 13,75% ao ano. É muito importante a releitura da teoria econômica e a leitura de bons textos, com economistas favoráveis e outros contrários ao seu pensamento. Cada dia é um aprendizado e ainda temos muito a aprender. Porém, somos otimistas e estudar sempre vale a pena. Um dia, você vai precisar de algo que aprendeu.

CHOMSKY COM A BARBARA GANCIA

Recentemente publiquei um post comentando uma entrevista do NOAM CHOMSKY na Folha de S. Paulo. Meu objetivo, conforme citei, era conhecer o "pensamento" de intelectuais de quem discordo frontalmente. Hoje, a minha predileta Barbara Gancia, de quem sou leitor há anos também na Folha, escreveU em seu blog http://www.barbaragancia.com.br/ o post abaixo. Nota dez para a colega blogueira.A Folha publica hoje entrevista com o lingüista Noam Chomsky assinada pelo correspondente em Washington, Sérgio Dávila. Nada contra dar espaço a um hipócrita como Chomsky, é da vocação da Folha ouvir todas as vozes do espectro político. Mas dizer que ele é “um dos principais intelectuais progressistas em atividade” é comprazer com o que há de pior no pensamento da esquerda (se é que há alguma coisa que ainda se salve no pensamento da esquerda). Considerado como o homem que revolucionou a lingüística moderna, Chomsky integra o MIT (Massachusetts Institute of Technology) na qualidade de lingüista,…

BACEN - REUNIÃO COPOM

Hoje, 08/12/2008, nosso Presidente Lula teve as 11h uma reunião com Henrique Meirelles, presidente do Banco Central do Brasil. Será que na pauta estava um pedido formal para a queda dos juros na próxima reunião do Comitê de Política Monetária - COPOM dias 09 e 10/12/2008?Espero que o assunto tenha sido mesmo a crise mundial e não uma pressão política, verdadeira interferência na autoridade monetária. A propósito, acredito que a taxa básica de juros será mantida nos 13,75% ao ano atuais, para que possamos manter a inflação dentro da meta. Afinal, estamos no final do ano e todo cuidado é pouco com o consumo.

PAUL KRUGMAN - DIA DA PREMIAÇÃO NOBEL

Hoje é o dia que a Academia Real de Ciências de Estocolmo premiará o nosso Nobel em Economia: PAUL KRUGMAN. Minha homenagem a esse grande Economista é publicando seu mais recente artigo sobre se "O GASTO DE HOJE PREJUDICARÁ A ECONOMIA DE AMANHÃ?" Enquanto aguardamos seu esperado discurso na cerimônia em Estocolmo, vamos analisar nas entrelinhas o que passa na cabeça desse Nobel 2008. O texto original publicado em 01/12/2008 encontra-se no endereço http://www.nytimes.com/2008/12/01/opinion/01krugman.html?_r=1 -DEFICITS AND THE FUTURE.Neste momento, há um intenso debate sobre quão agressivo deve ser o governo dos Estados Unidos na tentativa de recuperar a economia. Muitos economistas, inclusive eu, estão clamando por uma grande expansão fiscal para evitar que a economia siga em queda livre. Outros, no entanto, preocupam-se com o fardo que o enorme déficit orçamentário irá colocar sobre as futuras gerações.Mas as preocupações com o déficit estão totalmente equivocadas. Sob as…

INFLAÇÃO + CRESCIMENTO = POSSÍVEL?

Há poucos dias li na Folha sobre a pressão que o Presidente Lula está fazendo sobre o BACEN para reduzir a taxa de juros (atualmente em 13,75%aa) na próxima reunião do COPOM. Enquanto isso, eu aqui no meu canto na Selva, que torço tanto pela independência do Brasil, digo, do BACEN, tenho que ler tamanha notícia. Trabalhei muito no banco na época da inflação e não tenho nenhuma saudade dela. Por que ainda temos colegas que entendem que INFLAÇÃO pode conviver, e bem, com o CRESCIMENTO ECONÔMICO? Ou esqueçem que dragão sempre come alguma coisa??? Hoje o blog http://gustibusgustibus.wordpress.com/ comentou sobre o assunto, o que não posso deixar de publicar conforme abaixo: Lula estuda limitar autonomia do BC sobre juros. Podem se preparar para conviver com um inflação mais alta, caso isso realmente aconteça. Para curar a “doença” da inflação, existem dois remédios: política monetária e política fiscal. Por aqui na Selva, a política fiscal é expansionista, basta ver o crscimento dos ga…

ANIVERSÁRIO - 80 ANOS DE NOAM CHOMSKY

Leio hoje na Folha de S. Paulo, uma entrevista do Sérgio Dávila, em Washington, com o (???) NOAM CHOMSKY. É mais um caso de como faço para conhecer quem pensa de maneira totalmente diferente da minha. Abaixo um resumo das melhores "cenas", pois se ele não está encantado com o Obama e considera sua eleição uma questão de ditadura por escolha, então o mundo será melhor.O lingüista e teórico político do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) chega à idade redonda militando ativamente na esquerda da esquerda do espectro político dos EUA. Isso faz dele um espécime tão raro quanto foi um dia o pássaro dodô. Outra característica o coloca na exceção: ele está desencantado com Barack Obama. Talvez desencantado não seja a palavra exata, já que ele dá a entender que nunca se encantou com o presidente eleito.Não acha que o movimento que lhe deu a vitória seja democrático. Diz que parece mais uma "ditadura por escolha". Nascido na Filadélfia e professor emérito do MIT, …

BELÉM - FEIRA INTERNACIONAL

Visitei neste final de semana a IV FITA - FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO DA AMAZÔNIA, cujo tema foi TURISMO E SUSTENTABILIDADE. Na ocasião tive a a oportunidade de discutir Economia com um organizador do Fórum Social Mundial 2009, que será sediado em Belém entre 27 de janeiro e 1º de fevereiro. Foi interessante o debate de um blogueiro defensor do livre mercado versus um ardoroso defensor do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST), da Via Campesina, da Juventude Socialista, da Central Única de Trabalhadores (CUT), entre outras entidades que enxergam o capitalismo como o vilão do mundo. Não chegamos às vias de fato, mas o argumento do outro é sempre importante para avaliarmos nosso próprio entendimento do mundo.

ESTE BLOG TAMBÉM É HEXA

Como Economia é uma ciência que estuda a atividade produtiva, hoje o resultado da produção foi excelente. Nosso São Paulo é HEXACAMPEÃO e nada como uma notícia dessas para esquecermos um pouco do outro mundo real que nada vai bem neste final de 2008.Porém, continuamos otimistas para que o ano de 2009 não resulte no que falam e escrevem a maioria das previsões econômicas.

ECONOMISTAS = SOLUÇÃO PARA A CRISE- PARTE 2

De Clóvis Rossi, na Folha de S.Paulo de hoje, eu não poderia deixar de registrar a frase abaixo:Segundo o articulista, a frase é do genial economista Roberto Campos (1917-2001) e diz que "Há três maneiras de o homem conhecer a ruína: a mais rápida é pelo jogo; a mais agradável é com as mulheres; a mais segura é seguindo os conselhos de um economista".

OBAMA + HILLARY = INTELIGÊNCIA

É impressionante a maneira de fazer política deste menino chamado Barack Obama. Depois de vencer uma disputa que, a princípio, era considerada impossível, ele escolheu a Senadora Hillary Clinton, sua rival nas prévias, para um dos cargos mais poderosos do mundo: Secretária de Estado.Com uma equipe econômica que, pelo currículo e experiência dos mesmos, deve fazer o país retornar aos bons tempos de Clinton, daqui do meu interior da floresta amazôca, faço fé que realmente possamos dizer com Obama que: YES, WE CAN. Mesmo que muitos críticos comentem que sua CHANGE não está sendo de verdade, sabemos que nem sempre podemos agradar a todos.