Pular para o conteúdo principal

FINAL DE ANO 2008 - INDICAÇÃO DE LIVRO

Como acontece todos os anos, além da festa de final de ano com todos os funcionários da empresa, a nossa área tem uma confraternização mais próxima. Ela ocorreu sexta à noite e para minha alegria ganhei do meu "amigo secreto ou oculto" o livro do LARRY ROHTER "DEU NO NEW YORK TIMES".

Ler a respeito do Brasil segundo a ótica de um experiente repórter do jornal mais influente do mundo é algo inédito, o que faz do livro um tremendo sucesso.

Como IBIAPINENSE, CEARENSE, NORDESTINO, portanto, quase mais um BRASILEIRO, uma das melhores partes do livro que já li, (e olha que já encontrei várias), foi a que cito abaixo:

"Se o ideal brasileiro é o da miscigenação, seja ela racial ou cultural, então o NORDESTE é o seu principal candinho. Foi no NORDESTE que as três principais correntes da identidade nacional brasileira - europeus, africanos e ameríndios - se encontraram pela primeira vez e formaram a mistura que faz do BRASIL o que ele é hoje em dia. O NORDESTE é ao mesmo tempo o berço da CULTURA BRASILEIRA e seu melhor laboratório."

Pergunto aos meus quase dois leitores: isso é ou não é para iniciar um excelente DOMINGO?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gustavo Franco: "Precisamos falar sobre herança."

Neste domingo de outono brasileiro, Gustavo Franco é mais uma vez preciso e didático ao evidenciar a situação atual da economia brasileira. 
Segundo ele, "E não por acidente as quedas no PIB do biênio 2015 e 2016, que se espera que atinjam 3,8% e 3,8%, ultrapassam o que se observou nos anos da Grande Depressão, 1930-31, quando as quedas foram de 2,1% e 3,3%. É fundamental que se tenha clara a exata natureza e extensão da herança, para que as dores inerentes ao árduo trabalho de reconstrução financeira e fiscal do crédito público sejam associadas a quem produziu a doença, e não ao médico."
Um texto para ler e reler.
No ESTADÃO: http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,precisamos-falar-sobre-heranca,10000053939

Revista EXAME: Como roubar uma empresa.

Brasil: PIB 2007 - 2017 com previsões otimistas? Melhor não...

Para iniciar esta semana, neste domingo de sol no nosso outono brasileiro e considerando que o primeiro trimestre de 2016 já é passado, vide acima os resultados do PIB brasileiro para o período de 2007 - 2017, evidentemente com as previsões para os anos de 2016 e 2017. 

Diante desses números e da complexa situação econômica e política brasileira, consideramos muito otimismo um resultado de 1,5% do PIB para 2017.
Porém, como sonhar ainda não está sendo tributado...