Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2010

LULA NA LISTA DA TIME 2010!

Como faz anualmente a TIME publicou hoje a lista das pessoas mais influentes do mundo. E nela consta o perfil do Presidente LULA, assinado pelo cineasta Michael Moore. É uma boa notícia termos um brasileiro na lista, indiferente do juízo de valor que cada um tem sobre o mesmo. Abaixo o texto completo sobre o assunto. When Brazilians first elected Luiz Inácio Lula da Silva President in 2002, the country's robber barons nervously checked the fuel gauges on their private jets. They had turned Brazil into one of the most inequitable places on earth, and now it looked like payback time. Lula, 64, was a genuine son of Latin America's working class — in fact, a founding member of the Workers' Party — who'd once been jailed for leading a strike. By the time Lula finally won the presidency, after three failed attempts, he was a familiar figure in Brazilian national life. But what led him to politics in the first place? Was it his personal knowledge of how hard many Brazilians m…

BRASIL: CAMPEÃO!!!

Hoje o COPOM, ao elevar a taxa básica de juros SELIC para 9,5%, tornou o BRASIL campeão mundial nessa modalidade. Afinal, somos o país com a maior taxa de juros reais do mundo (4,5%). De qualquer maneira, o resultado era esperado pelo mercado e necessário neste início de ano eleitoral e com inflação à vista.

A TRISTEZA DE OBAMA!

Leio a instantes no twitter o descontentamento de BARACK OBAMA sobre a reforma da legislação financeira que ele enviou ao Congresso e foi bloqueada pelos republicanos:“RT @BarackObama: I am deeply disappointed that Senate Republicans voted in a block today against allowing a public debate on Wall Street."Que sucesso é esse negócio de twitter – o mundo agora além de plano é on line.

DÁ PARA REGULAR E SUPERVISIONAR AS FINANÇAS?

Há dias não posto um artigo do Professor da FGV LUIZ CARLOS BRESSER-PEREIRA. Diretamente da Folha de S. Paulo de hoje, BRESSER-PEREIRA escreve sobre “REGULAR E SUPERVISIONAR AS FINANÇAS.” Para uma boa leitura, análise e reflexão.Em Nova York, os dois temas que continuam a dominar a discussão de economistas e financistas são o "grande demais para quebrar" ("too big to fail") e a necessária regulação e supervisão dos bancos. Em outras palavras, pergunta-se, de um lado, como impedir que os grandes bancos comerciais façam operações arriscadas porque sabem que, na última hora, serão socorridos, e, de outro, como regulá-los e supervisioná-los melhor. Essa dupla preocupação dominou a Conferência Minsky, organizada pelo Levy Institute e patrocinada pela Fundação Ford. Participaram dela um equilibrado número de financistas, representantes do governo (inclusive três diretores do banco central americano) e professores de economia.Na conferência, poucos se mostraram seguros qu…

TAXA DE JUROS EM 2010!

Amanhã e quarta-feira teremos reunião do COPOM e tudo evidencia que devido o temor do retorno do dragão inflacionário a taxa básica Selic, que está hoje em 8,75%, seja alterada para até 9,75%. Nesse momento eleitoral essa sinalização por parte do BACEN é positiva, necessária e acreditamos que a racionalidade mais uma vez vença a política eleitoral.

JOHN MAYNARD KEYNES.

De um recente artigo de Marcelo de Paiva Abreu no ESTADÃO: Lydia Lopokova, mulher de John Maynard Keynes, tinha razão quando dizia, com seu delicioso sotaque russo, objeto de chacota no círculo de Bloomsbury: "Maynard is more than an economist." Na verdade, ele continua sendo em pleno século XXI um economista genial, com seus inúmeros admiradores e críticos nos quatro cantos do mundo!!!

ECONOMIA BRASILEIRA E IMPORTAÇÕES.

Para os meus quase dois (milhões de) fiéis e devotados leitores/dia, hoje, 23/04/10, na FOLHA DE S. PAULO, o economista e engenheiro LUIZ CARLOS MENDONÇA DE BARROS escreve sobre a evolução da "ECONOMIA BRASILEIRA E IMPORTAÇÕES" e sua preocupação com o deficit em conta-corrente. Afinal, os dados do BACEN mostram que o país teve deficit de US$ 12,145 bilhões nas transações com o exterior (contas correntes) no primeiro trimestre do ano, o pior desempenho para o período desde 1947. Ao longo dos últimos anos tenho acompanhado com muito entusiasmo a evolução da economia brasileira Afinal, depois de muito tempo podia sentir que caminhávamos finalmente na direção de uma economia de mercado eficiente e moderna. Acordei para essa nova realidade - ou como gosto de chamar, para esse novo metabolismo econômico - em 2005, ao incorporar os elevados saldos comerciais dos anos anteriores à minha análise dos anos que viriam. Com uma nova dinâmica de preços e quantidades - devido principalmente …

O DRAGÃO DA INFLAÇÃO!

Todo cuidado é pouco com o dragão da inflação. Por isso, diretamente de FORTALEZA, do DIÁRIO DO NORDESTE, mestre SINFRÔNIO em genial charge. Diante disso, é recomendável ler na FOLHA ON LINE o alerta de hoje da MOODY’S.O conjunto de incentivos monetários e fiscais do ano passado não apenas tirou o Brasil da recessão, como colocou a economia num ritmo superaquecido, o que leva o Banco Central a um impasse no esforço de controlar a inflação, disse a Moody's em relatório desta quinta-feira.Segundo a instituição, mesmo com o ritmo de crescimento desacelerando nos próximos trimestres, o PIB brasileiro deve ter uma expansão de cerca de 6 por cento em 2010, num ritmo acima do potencial."Nessas circunstâncias, a inflação poderia chegar à casa dos 6 por cento no meio do ano, ainda abaixo mas muito perto do teto da meta de 6,5 por cento para o ano", diz trecho do relatório assinado pelo economista sênior para América Latina da Moody's Economy.com, Alfredo Coutiño.Para evitar e…

BRAZIL AND THE IMF.

Transcript of a Press Briefing on the International Monetary Fund’s Global Financial Stability Report - April 20, 2010 - Washington, DC. QUESTION: Good morning. Would you identify Brazil as a hotspot regarding the capital flows, and would you recommend some kind of capital controls in Brazil, especially now that the central bank is poised to raise the interest rate?MR. VINALS: Well, in the analysis that we have provided in the report, when we talk about hotspots, we talk about places where we see significant overvaluation in asset prices or residential real estate, equities, bonds, etc. The case of Brazil does not stand out in our report as one case where these problems are very large.We think that there is some degree of slightly higher-than-average or historical average or equilibrium values for equity prices, but this is not something which is very far from these averages. The Brazilian authorities have already introduced some measures in terms of controls on capital inflows, so we…

A NOTÍCIA COM HUMOR É OUTRA COISA!

Mesmo diante de notícias tão sérias e graves, a TIME mantém o bom humor para o nosso início de uma fantástica semana.

UM NOVO MERCADO É POSSÍVEL.

Que bom poder ler na VEJA desta semana uma matéria que fala de uma visão ainda mais liberal para a Economia.Há dois anos, uma crise inaudita eclodiu nos Estados Unidos e arruinou as finanças de países inteiros.Críticos de esquerda regozijaram-se pelo abalo de um dos pilares do capitalismo, o livre mercado, e culparam a cobiça desenfreada de banqueiros pelo crash. Já os economistas do mainstream, representantes do consenso capitalista que administra os países mais maduros do planeta, reconheceram que houve falhas, como a ausência de um sistema regulatório mais eficiente para controlar fraudes e a especulação predatória.Apesar da vala mental que separa essas duas visões de interpretar o mesmo fenômeno, ambas convergiram na prescrição do remédio destinado a combater a recessão mundial. Recomendaram, em doses distintas, a ampliação da presença do governo, pelas vias do aumento dos gastos públicos, e também o acirramento da regulação financeira. Entretanto, há quem pense de forma diferente…

PARÁ É O ESTADO MAIS VIOLENTO DO BRASIL. ATÉ QUANDO?

Morando no Pará há alguns anos e conhecendo a riqueza do estado é totalmente desalentadora a leitura abaixo, publicada nesta data na FOLHA DE S.PAULO. Até quando uma sociedade permanece omissa e NÃO MUDA o que aqui está? A população poderia e deveria manter um padrão de vida melhor, SE a situação abaixo fosse realmente combatida pelos governos nas esferas federal, estadual e municipal. Lamentavelmente, o poder público continua arrecadando muito e não retornando à sociedade o que ela, minimamente, necessita. Quando vemos na capital do estado, nos melhores bairros, situações vergonhosas relacionadas a infraestrutura, imaginem meus fiéis quase dois (milhões de...) leitores o que vejo no interior do estado. Além da já conhecida devastação na floresta amazônica que ainda resiste, a quase totalidade da população está muito distante do que significa ter um padrão de vida que possa ser denominado "viver em dignas condições." O Pará é o campeão em assassinatos cometidos em conflitos …

JOSÉ SERRA E O BRASIL!

Como não poderia deixar de ser, registramos a capa da VEJA sobre a luta de JOSÉ SERRA para liderar O BRASIL na era pós-LULA.

A ECONOMIA DE MARSHALL.

Economia é o estudo da humanidade nos afazeres cotidianos. Alfred Marshall - 1890

BANCO E PETRÓLEO.

Como a economia é uma ciência genial: o Goldman Sachs é acusado de fraude pela Comissão de Valores Mobiliários americana e na Bolsa de Valores de Nova York o barril de petróleo bruto tipo WTI (West Texas Intermediate) para entrega em maio fechou em US$ 83,24, uma queda de 2,65% em relação à quinta-feira.Nesse caso, a relação banco e petróleo deve ter seus quase 1.001 motivos...

A ECONOMIA BRASILEIRA EM 2010.

Mais uma vez, diretamente da FOLHA DE S. PAULO, vale ler com atenção “A ECONOMIA DO PAÍS EM DIREÇÃO AO MURO”, do economista e engenheiro LUIZ CARLOS MENDONÇA DE BARROS.A aceleração do crescimento econômico no Brasil começa a me assustar. Com base nos dados do primeiro trimestre deste ano, um grupo de analistas já fala em crescimento do PIB de mais de 7% em 2010. Nós, na Quest Investimentos, ainda não chegamos a tal, talvez porque meus colegas sejam mais cautelosos do que eu... O crescimento da demanda interna pode ficar próximo a 10% em 2010. As importações respondem por essa diferença entre PIB e a chamada absorção interna. Mas elas acomodam a demanda aquecida apenas no grupo dos chamados bens "tradables", isto é, aqueles que podem ser comprados em outros países. A maior parte da oferta na economia brasileira é constituída por bens e serviços que não podem ser importados. O mais importante deles é o mercado de trabalho e nele é que está a componente mais ameaçadora que vejo…

LUIZ CARLOS NA CHINA!

LUIZ CARLOS MENDONÇA DE BARROS "E uma viagem à China de hoje", direto da FOLHA DE S. PAULO. As impressões do economista diante da populosa CHINA, tão comentada como o país que derrotará os ESTADOS UNIDOS e ser tornará o nº 1 do mundo. Acabo de de chegar de uma viagem à China. Foram 15 dias conversando com autoridades do governo e visitando algumas fábricas de automóveis e caminhões na região sul do país de Mao. Não foi uma viagem de turista, mas a de um observador da dinâmica econômica desse incrível país.Uma primeira observação é a de que, mesmo na capital, Pequim, podemos encontrar, lado a lado, a moderna e a velha China. No interior, esse contraste é ainda mais chocante. De um lado, as construções modernas e mesmo futuristas do boom imobiliário dos últimos anos. De outro, os velhos becos com suas casas modestas e empilhadas uma ao lado das outras. Junto aos modernos hotéis, administrados pelas cadeias internacionais mais famosas, podemos encontrar nos bairros mais afast…

AS RESERVAS DO NELSON!

É uma coisa realmente humana: na economia e na vida sempre alguém tem razão e o outro espera o momento de ter. Vendo os saldos anuais das nossas reservas internacionais observo que em 1991 elas estavam em US$ 9.406 milhões. Agora, em janeiro passado, chegamos ao valor de US$ 240.823 milhões. É interessante demais. Quando éramos “pobres” tínhamos o desejo de manter um elevado saldo em reservas. Hoje a pergunta é: será que esses US$ 240 bilhões já não estão trazendo problemas para a economia brasileira? Nem Nelson Rodrigues conseguiria decifrar até onde vai o desejo econômico...

SOROS E O ESTUDO DA ECONOMIA!

KENNETH MAXWELL em sua coluna de hoje na FOLHA DE S. PAULO esclarece “A ambição de George Soros.” Na verdade, existem homens que pensam e fazem enquanto outros nada fazem nem pensam. Na verdade, como tão bem escreveu John Steinbeck em seu famoso livro, isso recorda-me precisamente do título "RATOS E HOMENS". É sempre um excepcional prazer ler quando um homem cria para toda a humanidade um local para alguém estudar ECONOMIA, independentemente de suas convicções. Nesta semana, o "Times", de Londres, reportou que George Soros vai criar um instituto de economia na Universidade de Oxford. Será, aparentemente, o primeiro de vários que ele pretende bancar em universidades da Europa e dos EUA por meio do Instituto para o Novo Pensamento Econômico, que criou no ano passado em Nova York. O objetivo é criar um espaço alternativo para os economistas que não seja dominado pelos defensores do livre mercado e da desregulamentação, aos quais Soros atribui responsabilidade par…

"O QUE MAYNARD DIRIA?"

Diretamente da FOLHA DE S. PAULO de hoje, LUIZ GONZAGA BELLUZZO, professor titular de Economia da UNICAMP, pergunta “O QUE MAYNARD DIRIA?’Dizem os os frequentadores que, nas salas e corredores do King's College, em Cambridge, Inglaterra, ainda ressoa a indagação da professora Joan Robinson, uma das herdeiras intelectuais de Keynes: "O que Maynard diria?". Maynard, o leitor já sabe, é John Maynard Keynes. Maynard, imagino, estaria aflito com a mudança nas regras que definem o preço do minério de ferro. Os preços fixados nos contratos anuais de fornecimento deram lugar a um regime de revisão trimestral visando dar maior peso aos valores formados no mercado "spot".A finança global, ainda convalescente de suas façanhas e percalços, lambe os beiços diante da perspectiva de alta das operações de "swap". O mercado espera alcançar US$ 200 bilhões em 2020 (hoje, US$ 300 milhões). O editorial de quinta feira do "Financial Times" reconhece que, "no n…

PÁSCOA NA IGREJA!

Neste dia especial para todos os católicos, uma boa Páscoa para os meus quase ainda fiéis dois (milhões de) leitores. E para nossa alegria, nestes tempos também eleitorais, um pouco da irreverência de SINFRÔNIO, lá do CEARÁ, diretamente do DIÁRIO DO NORDESTE!!!

A ATUALIDADE DE SIMONSEN!

Considero MARIO HENRIQUE SIMONSEN, um dos melhores economistas brasileiros em todos os tempos. Na verdade, foi um gênio, que conhecia desde a matemática à ópera, da boa comida à economia. Recordando dele hoje, lembro que em 1990 ele já alertava que antes de tudo o Brasil deveria investir em educação. E quando do lançamento do Plano Real lá estava ele comentando que a estabilidade econômica depende de uma reforma do Estado. Após tantos anos, o país continua sem ouvir e seguir os conselhos do grande Mestre. Quando finalmente chegaremos ao 1º mundo, num mundo de Dilma e Serra?

AMÉRICA: FINALMENTE, UMA LUZ!

After more than two years in which over 8 million jobs were lost, the country’s nonfarm payrolls surged in March. Employers added 162,000 jobs last month, and employment numbers in the previous two months were revised upward. Nationwide, the unemployment rate held steady at 9.7 percent. To many ordinary, out-of-work Americans, the recovery may finally start to feel real. Speaking in Charlotte, N.C., President Obama called Friday’s report “the best news we’ve seen on the job front in more than two years.”

AINDA O CÂMBIO.

Diretamente da FOLHA DE S. PAULO, novamente DELFIM NETTO, comenta sobre o CÂMBIO. O professor Carlos Antonio Rocca apresentou no Centro de Estudos de Mercado de Capitais, do IBMEC (em março deste ano), um interessantíssimo trabalho, com o título "Fatores da Taxa de Câmbio do Real: Uma análise Estatística". Nele, revela, como de costume, a sua integridade intelectual, a sua competência técnica, o seu pragmatismo e a sua cuidadosa modéstia nas conclusões.Apenas para dar um exemplo das dificuldades de tais estudos, tomemos a moeda chinesa, o yuan. Há uma convicção generalizada, formada a partir de trabalhos com modelos apriorísticos e do uso de econometria sofisticada, de que ele está fortemente desvalorizado, o que facilitaria a invasão das exportações chinesas. Nos EUA, o Congresso, para atender à fúria dos sindicatos num ano eleitoral, está forçando Obama a declarar que a China "manipula" o seu câmbio. Ocorre que a dúvida é geral. Basta dizer que a Goldman Sachs, c…

UM LUGAR NO PARAÍSO!

Que todos tenham um ótimo feriado!!!

O BACEN CONTINUA COM MEIRELLES!

Entendemos que a manutenção de HENRIQUE MEIRELLES no BACEN, oferece um pouco de segurança nestes tempos de eleições vale tudo. Hoje, direto da FOLHA DE S. PAULO, Marcelo Moura, professor do Insper e especialista em bancos centrais, comenta que Henrique Meirelles tem feito um "excelente" trabalho como presidente do Banco Central, mas a instituição ainda precisa conseguir que o país viva em estabilidade de preços com juros menores. FOLHA - Qual é a sua avaliação da gestão Meirelles no BC?MARCELO MOURA - O BC foi eficiente. Em 2003, quando o Meirelles assumiu, o regime de metas de inflação estava sendo questionado. Os índices de preços haviam ficado acima do desejado, e ele conseguiu reverter essa alta.FOLHA - Muitos especialistas dizem que não era preciso usar uma dose tão forte de juros.MOURA - No começo do mandato do Meirelles, a taxa Selic estava na casa dos 20% ao ano; hoje, encontra-se em 8,75%. A tendência de longo prazo, portanto, sempre foi de queda. Comparei as políti…