domingo, 10 de novembro de 2013

A Lanterna na Popa.


Morava em São Paulo quando li algumas passagens do excelente “A Lanterna na Popa” de Roberto Campos. Na época, por algum motivo que não recordo agora, não comprei o exemplar. Em 2004, após a sua morte, o livro saiu em dois volumes, uma robusta 4ª edição revista e aumentada, com 1.460 páginas.

Desde então, tentei por várias vezes comprar esta autobiografia e ler com vagar, mas algumas editoras preferem publicar alguns lixos e deixar fora do catálogo um texto tão primoroso quanto o do Roberto Campos.   


Numa época em que meus artistas favoritos Roberto Carlos, Caetano Veloso, Gilberto Gil "et al." preferem censurar biografias, finalmente eu consigo comprar e ler a (auto)biografia de um economista, também dos meus favoritos. 

E neste 2013, com eleição presidencial em 2014, que falta faz ao BRASIL uma lanterna na popa.

Nenhum comentário: