domingo, 6 de setembro de 2015

Queen Elizabeth II: 63 years on the throne!


A rainha britânica Vitória (1819-1901) ficou 63 anos, sete meses e dois dias no trono. Na próxima quarta-feira 9/9/2015, sua tataraneta, Elizabeth 2ª, quebra esse recorde com a disposição de quem, aos 89 anos, aderiu há pouco ao Twitter e posou para fotos ao lado do novo casal de bisnetos —o príncipe George e a princesa Charlotte.

Em suas aparições públicas, quase sempre em trajes de cores insólitas que fazem conjunto com um chapéu, Elizabeth 2ª não parece dar mostras de que pretenda abdicar em favor do seu filho, o príncipe Charles, herdeiro presumido da Coroa.

A então princesa se tornou rainha com a morte do pai, George 6º, em fevereiro de 1952, mas só foi entronizada em 2 de junho de 1953, em cerimônia registrada pelo fotógrafo britânico "sir" Cecil Beaton.

Elizabeth 2ª é, também, a rainha de 16 dos 53 Estados-membros da Comunidade Britânica de Nações ("Commonwealth"), incluindo o Canadá, a Austrália, a África do Sul, o Paquistão e a Jamaica, entre outros. Além disso, é governadora suprema da Igreja da Inglaterra.

Hoje, há quem conteste os gastos da manutenção da monarquia e de toda a sua pompa mesmo em solo britânico, mas a rainha ostenta índices de popularidade que passam dos 70%. A monarquia perdura desde o século 10 no Reino Unido, e, sob Elizabeth 2ª, tornou-se um fenômeno midiático, avançou pelo pop e pelo BritPop, transformou em "sir" músicos como Paul McCartney e Mick Jagger.

No último dia 13 de junho, quando a rainha celebrou seu 89º aniversário, houve um desfile militar em Londres e mais de mil soldados, com uniformes de gala, marcharam na comemoração.

O curioso é que Elizabeth 2ª nasceu no dia 21 de abril de 1926, mas seu aniversário é comemorado em público no segundo sábado de junho —quando, espera-se, o clima deve favorecer a ida de súditos e turistas curiosos às ruas, para acompanhar os desfiles e ver a rainha passar pelas ruas de Londres, em carruagem aberta.

Muito além de mais um fotógrafo britânico que virou "sir", Cecil Beaton (1904-1980), o preferido da rainha Elizabeth 2ª, já foi descrito como esnobe, refinado, exuberante e indiscreto.

Ele teve o privilégio de ser o único a clicá-la sozinha, horas antes da sua coroação, em 2 de junho de 1953, numa abadia de Westminster ainda sem público.

Mas Beaton foi também o fotógrafo que fez a ponte entre a realeza britânica e a vida mundana.

Entre os retratados de Beaton, que foi fotógrafo da revista "Vogue" britânica no pós-guerra e virou "sir" em 1972, estão personalidades como a rainha-mãe Elizabeth Bowes-Lyon Windsor, a própria Elizabeth 2ª e figuras tão díspares como Greta Garbo, Coco Chanel, Pablo Picasso, Mick Jagger, Johnny Weissmuler, Marlene Dietrich e Elizabeth Taylor. 

Fonte: Folha de S. Paulo. 

Nenhum comentário: