domingo, 23 de novembro de 2008

O GOVERNO DOMADOR DE CRISE

Aqui no Brasil, nem a visão do que vem acontecendo nos Estados Unidos, na Europa e no Japão, são capazes de refrear o "otimismo" dos nossos grandes gestores econômicos.

De nosso Ministro da Fazenda, Guido Mantega: "Aqui, não existem bolhas. Ocorrerá apenas uma desaceleração no ritmo da elevação da renda e do emprego. Vai haver algum ajuste na economia, mas o consumo continuará num patamar satisfatório."

Do nosso presidente do Banco Central, Henrique Meirelles: "O Brasil vai ter uma desaceleração no ano que vem no crédito e, em consequência, na atividade geral, mas em ritmo menor que o de muitos países."

Que os anjos digam AMÉM. E que a DESACELERAÇÃO de ambos não seja, ao final, uma CRISE.

2 comentários:

Anônimo disse...

João Melo,
Gosto de ler seus post's, pois todos têm sempre um bom embasamento. Às vezes você é um crítico severo, mas acho interessante, pois seus argumenos são sempre forte. Gosto das dicas ou suestões rápidas, faça mais sugestões, permita-nos compartilhar de seu arcabouço teórico.

Erik Figueiredo disse...

João, é duro acreditar no Guido. Contudo, estou na torcida para que a crise não venha.

No mais, seu blog está com um bom ritmo de atualização.

Um grande abraço,