sábado, 5 de março de 2011

Alexandre Schwartsman

Leio na FOLHA DE S. PAULO que o Alexandre Schwartsman, ex-diretor de Assuntos Internacionais do Banco Central, deixou o Santander, onde ocupava o cargo de economista-chefe.
Schwartsman, colunista da Folha, é um dos maiores críticos à condução da política econômica. Polemizou diversas vezes com pessoas ligadas ao governo por conta dos gastos públicos. Será substituído por Mauricio Molan.
O Santander ainda trocou o comando do varejo, chefiado por José Paiva, vindo do antigo Noroeste, comprado em 1998. No lugar, assume José Berenguer, estrela do mercado de capitais, que comandava a área de atacado, uma das mais lucrativas. Será o primeiro cargo dele no varejo.
Como leitor habitual do Alexandre e ciente de seu saber economico, nao quero nem imaginar que o seu desligamento tenha sido por questoes politicas quando de uma recente discordancia entre ele e o Presidente da Petrobras. SE essa possibilidade existe, realmente eh de deixar qualquer um desapontado com o Brasil. Tambem como antigo cliente do Santander, lamento profundamente a sua saida. De qualquer maneira, Alexandre Schwartsman eh um excelente profissional e com certeza tem muitas ideias na cabeca de como melhorar este pais.
Um grande abraco e muito sucesso em suas novas escolhas.

2 comentários:

Alex disse...

Valeu a força João!
Grande abraço,

Alex

jovelino disse...

Existem rumores que com a crise bancária na Espanha, aconteça o "crash", em setembro de 2011, do banco Santander no Brasil, já que o Banco Central Europeu, negou crédito a referida instituição financeira.Seria o chamado "efeito dominó".