segunda-feira, 29 de março de 2010

A VIDA COMO ELA É!

Como sabem meus quase dois (milhões... de) leitores, trabalho no interior do estado do PARÁ, cerca de 210 km de Belém, entre as cidades de MOJU e TAILÂNDIA. Recebi hoje a nota abaixo que foi publicada na Folha de S. Paulo, onde é citada a minha vizinha cidade de TAILÂNDIA. Quem desejar passar a Semana Santa por aqui, estamos às ordens!!!

O Espírito Santo é o Estado brasileiro com o maior número de homicídios de mulheres. São 10,3 mortes em cada grupo de 100 mil, bem acima da média nacional, de 3,9 por 100 mil. São Paulo ocupa a 23ª colocação, com 2,8 assassinatos por 100 mil. O índice mais baixo (1,9 morte/100 mil) é o do Maranhão. Os dados fazem parte do "Mapa da Violência", feito a partir de números do SUS, que será divulgado nesta semana.

A pesquisa apontou que, de 2003 a 2007, 51,6% dos 5.564 municípios brasileiros não registraram nenhum homicídio de mulheres. Outros, no entanto, concentraram elevado índice. Os mais violentos são Tailândia (PA), com média de 19,9 mortes por 100 mil mulheres, Serra (ES), com 18,6, Monte Mor (SP), com 16,3, e Macaé (RJ), com 16,1. Os números foram sistematizados pelo Instituto Sangari.

"Se esses municípios fossem países, seriam os mais violentos do mundo para mulheres", diz o autor da pesquisa, Julio Jacobo, que comparou os dados aos de 80 nações. Os líderes do ranking -El Salvador (12,7 homicídios por 100 mil mulheres), Rússia (9,4) e Colômbia (7,8)- têm índices de assassinatos bem menores do que os dessas cidades brasileiras.

Nenhum comentário: