quarta-feira, 9 de junho de 2010

DIA DE SELIC!!!

DIRETAMENTE DA FOLHA DE S. PAULO - O Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) anunciou o segundo aumento consecutivo da taxa básica de juros, que passou de 9,50% para 10,25% ao ano. A decisão foi unânime.

"Dando seguimento ao processo de ajuste das condições monetárias ao cenário prospectivo da economia, para assegurar a convergência da inflação à trajetória de metas, o Copom decidiu, por unanimidade, elevar a taxa Selic para 10,25% a.a., sem viés", afirma nota divulgada após a reunião.

A alta de 0,75 ponto percentual era uma aposta praticamente unânime no mercado financeiro. Em abril, o BC já havia elevado a Selic de 8,75% para 9,50% a.a., dando início a um novo ciclo de alta dos juros, o primeiro desde 2008.

O BC volta a se reunir agora nos dias 20 e 21 de julho, para quando é esperada uma nova alta de 0,75 ponto, de acordo com as apostas da maioria dos economistas.

Um comentário:

Diego de Paula disse...

Ola João Melo

Bom, ainda tenho que trilhar um grande caminho nos estudos para me fazer um bom “entendedor” de Economia, mas “desconfio” de algumas coisas, tanto que e ainda não me convenci de que esse aumento na taxa de juros veio em hora boa.

Parece-me que temos um certo medo de crescimento e um medo terrível de inflação.

Será que as próximas reuniões do Copom só farão aumentar a Selic, como se fosse algo já predeterminado? Será que esse aumento vem em resposta ao aquecimento acelerado da economia e, diante de uma desaceleração, a decisão pode ser outra?

E porque não ter mantido a taxa a 9,50% aguardando novos desdobramentos e, se o aquecimento continuasse forte a ponto de ser insustentável, ai sim proceder com os aumentos nas reuniões seguintes?

Acredito que esse combate à inflação pode acabar combatendo um crescimento econômico. Não que deixaremos de crescer, isso é impossível, mas esse medo de crescimento pode furtar-nos de um avanço possivelmente maior.

Forte abraço

##