quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Octavio de Barros: Um exemplo de Economista. Parabéns!

Caros Clientes e Amigos,

Faz mais presença em mim o que me falta”, dizia o grande poeta pós-modernista Manoel de Barros.

Estou deixando as responsabilidades que exerci por quase 14 anos como economista-chefe e como diretor do Departamento Econômico do Bradesco. Continuarei colaborando de outras formas com a organização. A partir de janeiro, passo a assumir posição de Consultor Econômico do Banco Bradesco, assessorando a organização em diferentes áreas.

O Bradesco me proporcionou a maior experiência profissional de minha vida. Pude construir, junto com uma valorosa equipe, o maior departamento econômico do setor privado brasileiro. O DEPEC-Bradesco consolidou-se como um departamento de alta projeção e credibilidade nacional e internacional. Conseguimos construir um time coeso, unido, focado na missão definida desde a sua criação. Um time de primeira linha, que certamente continuará a ajudar os clientes e amigos dessa fantástica empresa, que será sempre para mim um exemplo de oportunidades, de ética, de seriedade e de compromisso com os clientes e com o país.

Chegou a hora das novas gerações assumirem as responsabilidades para as quais foram preparadas. Apesar de me sentir tremendamente jovem e ativo, com mais de 40 de vida profissional e acadêmica, as regras estatutárias de limite de idade se aproximaram e precisam ser cumpridas e respeitadas e a renovação de faz necessária. Fernando Honorato Barbosa, brilhante e competente economista, assumirá as responsabilidades pelo Departamento Econômico do Bradesco.

Espero que possamos ainda compartilhar, com todos vocês e por muito tempo, uma estreita cooperação, independentemente de novos desafios que eu possa assumir, como consultor, conselheiro de empresas e palestrante.

Criei o Instituto República, empresa de consultoria/think tank registrada no Brasil e na França (Institut République), cuja finalidade, a partir de janeiro, será a de promover estudos, pesquisas, debates e eventos sobre economia, política e cultura em geral. Breve darei notícias sobre esse tema.

Emocionado, agradeço à minha equipe de economistas e de apoio administrativo que, todos, muito me ajudaram em minha trajetória profissional e intelectual. Sem eles, o DEPEC não seria o que é hoje.
Agradeço, igualmente, à Diretoria Executiva e ao Conselho de Administração do Bradesco, pela estima que sempre demostraram por minha pessoa. Tenham certeza de que o Bradesco é um paradigma ético e modelo empresarial para todo o país.

Há um provérbio alemão que traduz o meu momento atual: “quando nos despedimos, há um olho que chora e outro que sorri”. Choro de nostalgia, por tudo que vivi e pelos amigos conquistados. Sorriso, para a possibilidade de um futuro ainda vibrante.

Abraço a todos e vamos seguir em contato.
Octavio de Barros


Nenhum comentário: