quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Ilan Goldfajn na VEJA: Sem espaço para atalhos. Inflação meta de 4.5%.

"Precisamos atacar a raiz dos problemas -  e estamos fazendo isso. O Banco Central é parte da solução. O controle da inflação traz mais confiança, contribui para o poder de compra."  

"Outro aspecto na melhora no cenário é a queda nas projeções para a inflação. As expectativas para 2018 e 2019 estão exatamente na meta de 4,5%. A estimativa para 2017 caiu para menos de 5%."

A conferir!  

Nenhum comentário:

Ensino a distância cresce mais que presencial, mas gera desconfiança.

Apesar de crescer em ritmo mais acelerado que o ensino presencial, a educação a distância (EaD) não é a primeira opção para a maioria das p...