domingo, 21 de setembro de 2008

INDICAÇÃO DE LEITURA - ECONOMIA E POLÍTICA

Não posso deixar de registrar e recomendar o que o blog http://gustibusgustibus.wordpress.com/ já escreveu hoje.
Leiam com atenção o texto do REINALDO AZEVEDO [http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/2008/09/emir-sader-e-luis-fernando-verissmo.html] com o título "Emir Sader e Luis Fernando Veríssimo como analistas econômicos."
Realmente, SE depender desses dois "economistas(?)", o capitalismo acabou e que viva CUBA, a nova superpotência econômica.
Daqui do meu recanto na selva amazônica somente peço para que os anjos não digam AMÉM.

2 comentários:

Guilherme disse...

Realmente meu caro colega, seu blog é direitinho! Pena que esteja sendo escrito por um "porco capitalista"!(rsrs...). Não me leve à mal, mas minhas concepções não me permitem concordar com você totalmente! Terei de negar tudo o que aprendi com minhas árduas leituras! Talvez eu tenha que criar uma antítese a sua, entretanto não descartarei o que você pensa, que aliás é de muita coragem, e de fato concordo com partes:
1- O capitalismo tem este grande poder de mutação, um poder invejável que, por enquanto, tende a ficar por aqui durante mais umas eras;
2- E Cuba? Cuba tem uma invejável máquina pública, porém não há tanta liberdade, mas uma vez conheci um cubano que afirmou: "Realmente, nosso país não tem uma liberdade tal qual a de vocês(nós brasileiros), entretanto, quando há muita liberdade, existe muita putaria(sic) e sacanagem(sic)! Todos fazem o que querem!". Aí me faz pensar! Pense também...

Agora há discordâncias:
1- Sobre o capitalismo: "(...) Tudo o que é sólido se desmancha no ar (...)". (Marshall Berman);

2- Não seria tão com vivermos em um lugar onde não houvessem classes, diferenças sociais, etc.! Claro que os críticos julgam o comunismo com algo desastroso, os filhos do diabo, comedores de crianças(rsrs), mas realmente, o que fora posto como comunismo, o que o mundo conhece como comunismo não é o exato, mas sim algo totalmente avesso às concepções marxistas.

Por enquanto é isso...
Continue a escrever como um Capitalista, que cá estarei lhe negando!!!!

Até mais...

Guilherme Bemerguy

Joao Melo disse...

Guilherme, acredito que um mundo melhor se constrói aparando as arestas das diferenças. Afinal, nem todas são irreconciliáveis.
Conto contigo para a construção de uma Terceira Via rsrsrsr.