quinta-feira, 29 de março de 2012

IC-PMN - Insper


O Índice de Confiança do Empresário de Pequenos e Médios Negócios no Brasil (IC-PMN) referente ao segundo trimestre de 2012 atingiu 75 pontos. Divulgado pelo Insper Instituto de Ensino e Pesquisa e Santander, ele indica o nível de otimismo do empresariado brasileiro. O índice teve aumento de 2,4% em relação ao primeiro trimestre deste ano quando alcançou 73,3 pontos. Este resultado é o maior valor alcançado pelo índice para um segundo trimestre de um ano, desde seu lançamento em novembro de 2008.

A confiança na economia apresentou a maior alta percentual (3,7%) passando de 71,6 pontos no primeiro trimestre do ano para 74,3 pontos no segundo trimestre de 2012. As perspectivas de melhora do ramo de atividade e do faturamento também apresentaram crescimentos com relação ao trimestre passado, respectivamente, de 3,6% e 3,7%. A única exceção foram as contratações de empregados que permaneceram estáveis.

Entre os ramos de atividade, a confiança do setor de serviços apresentou a maior alta (2,8%), subindo de 73,5 pontos no primeiro trimestre do ano para 75,6 pontos no segundo. A confiança do comércio passou de 73,1 pontos no primeiro trimestre de 2012 para 74,6 no segundo trimestre e a confiança da indústria variou de 73,4 pontos para 75,3 no mesmo período.

“Essa foi a primeira pesquisa realizada após a implementação do novo regime de tributação do Super Simples. Acreditamos que o novo regime possa ter efeito positivo no otimismo do pequeno e médio empresário e que isso já tenha impactado os resultados”, diz Cesar Fischer, superintendente do segmento de Pequenas e Médias do Santander Brasil.

Os resultados do IC-PMN indicam um aumento generalizado da confiança por região geográfica. A região Centro-Oeste apresentou a maior alta da confiança passando de 72,6 pontos no primeiro trimestre de 2012 para 76,4 pontos no segundo trimestre do ano, um aumento de 5,3%. Já a região Nordeste apresentou o menor crescimento da confiança passando de 73,5 pontos no primeiro trimestre para 74,8 pontos no segundo trimestre deste ano. A região Norte com um aumento de 4,1% na confiança continua sendo a mais otimista, alcançando 79,5 pontos, o maior valor atingido por alguma região desde o início do cálculo do índice. Já a confiança da região Sudeste atingiu 74,4 pontos, um aumento de 1,8% com relação ao trimestre anterior, fazendo desta a região menos otimista.


Metodologia

Com coleta e divulgação trimestral, o IC-PMN varia em uma escala de 100 pontos, sendo 100 o nível máximo de confiança. Os dados foram coletados entre os dias 1 a 5 de Março de 2012, contando com a participação de 1.200 empresários de todo o Brasil e dos setores de indústria, comércio e serviços.


Nacional         1º Tri/11   2º Tri/11    1º Tri/12     2º Tri/12
                                     
Economia            71,4        71,2            71,6            74,3
Ramo                   76,5        76,4            75,5           78,2
Faturamento        78,0        78,2            76,8           79,6
Lucro                    76,6       77,0            76,4            77,7
Empregados         70,7       69,3            68,2            68,1
Investimento         74,0       73,0            70,9            72,0


Atividade          1º Tri/11     2º Tri/11    1º Tri/12   2º Tri/12

Comércio                74,6          74,4             73,1          74,6
Indústria                  74,6          74,4             73,4          75,3
Serviços                  74,4          73,6             73,5          75,6


Região                1º Tri/11      2º Tri/11     1º Tri/12   2º Tri/12

Centro-Oeste            72,3          75,3             72,6          76,4
Nordeste                   74,1          72,8             73,5          74,8
Norte                         76,7          76,4             76,4          79,5
Sudeste                     75,3          74,2             73,1          74,4
Sul                             74,1          74,1             72,3          74,7
Fonte: Insper e Santander

Nenhum comentário: